Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

A Ilha das Trevas

 

                  A Ilha das Trevas

 

      «Dizem que o tempo sara todas as feridas. Talvez seja verdade. Mas há feridas que parecem não sarar. Sangram, vertem pus, voltam a sangrar, surpreendem-nos a magoar a alma quando esta já deveria estar habituada e imune a tanta dor. É certo que, às vezes, essas feridas acalmam, como as marés que recolhem a água e recuam para o mar alto; mas, tal como as marés, regressam depois, revigoradas, pujantes, invadindo de novo a praia e fazendo sentir o fulgor da sua presença, o ímpeto do seu regesso.»

      Assim começa A Ilha das Trevas, de José Rodrigues dos Santos. Confesso que me aborreci um pouco com o início do livro, mas à medida que os acontecimentos vão sendo desenvolvidos, comecei a tomar consciência de uma realidade que não transbordou totalmente nos noticiários! Aos poucos ficamos a conhecer a "trágica verdade", ainda que através de algumas personagens fictícias, sobre os suplícios vividos pelo povo timorense numa luta desigual pela paz e independência daquela que, durante anos, seria uma "ilha de trevas"!

      José Rodrigues dos Santos dedica este livro "aos duzentos mil mortos, que o mundo tardou a conhecer"...

publicado por Cris às 00:01
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Milena a 30 de Agosto de 2007 às 12:18
Também li recentemente este livro, e também me fez compreender muito melhor o drama horrivel por que passou o povo de Timor, fiquei deveras emocionada mesmo já tendo passado alguns anos.
De Anónimo a 11 de Outubro de 2007 às 09:24
Gostei de ler este livro do José Rodrigues dos Santos. As suas palavras foram muito cruas muitas vezes, mas retratam uma realidade que chegou aos nossos olhos já demasiadamente tarde!
De tonsdeazul a 11 de Outubro de 2007 às 09:25
Gostei de ler este livro do José Rodrigues dos Santos. As suas palavras foram muito cruas muitas vezes, mas retratam uma realidade que chegou aos nossos olhos já demasiadamente tarde!
De DanielaR. a 3 de Maio de 2008 às 21:21
Um livro muito com que aborda assuntos reais e trágicos que todo o mundo conhece, mas de uma perspectiva diferente, talvez mais promenorizada.

Comentar post

.mais sobre mim

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
25
26
27
28
29
30
31

.Leituras do dia

Diz-me Quem Sou

.

"Leio e estou liberto, adquiro objectividade. Deixei de ser eu e disperso. E o que leio, em vez de ser um trajo meu que mal vejo e por vezes me pesa, é a grande clareza do mundo externo."

        Fernando Pessoa

 

"Pegar um livro e abri-lo guarda a possibilidade do facto estético. O que são as palavras dormindo num livro? O que são esses símbolos mortos? Nada, absolutamente. O que é um livro se não o abrimos? Simplesmente um cubo de papel e couro, com folhas; mas se o lemos acontece algo especial, creio que muda a cada vez.”

* Jorge Luís Borges *

 

.leituras recentes

. Não gostas?...

. Pergunta(s) indiscreta(s)...

. Ler na praia...

. 2012... em livros lidos....

. Um bom exemplo...

. :Oh!...

. Verdade...

. Pergunta Indiscreta III.....

. Um livro que é uma cama.....

. Pergunta indiscreta II...

.links

.tags

. todas as tags

.na estante

. Agosto 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.Das imagens...

Este blog alimenta-se de imagens, como facilmente se percebe… Todas aquelas, cuja fonte não está assinalada, foram encontradas nas minhas “viagens” pela Net. Se, eventualmente, tiver colocado uma imagem sua não hesite em comunicar-mo… os créditos serão imediatamente repostos!

.Bem vindos!

Counters
Free Counter . Profile Graphics, Page Graphics