Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

Para a minha irmã, Jodi Picoult

 

              

 

      Sinopse na contra-capa:

     «Anna não está doente, mas bem poderia estar. Aos treze anos e idade já passou por várias operações, transfusões e injecções para ajudar a irmã, Kate, que sofre de leucemia. Anna nasceu com esta finalidade, disseram-lhe os pais, e é por isso que eles a amam ainda mais. Mas agora ela não pode deixar de se questionar sobre como seria a vida dela se não estivesse presa à irmã... e toma uma decisão que, para a maioria das pessoas da sua idade, seria quase impensável.»

.

      Se dependesse de nós salvar um familiar próximo, a nossa irmã que tanto amamos, não hesitaríamos em doar sangue, medula, até um rim... mas essa seria uma escolha nossa, não seria a escolha que outros fariam por nós. Anna, a protagonista desta narrativa, sente-se dividida entre ajudar a irmã que está a morrer e as dúvidas sobre a sua própria existência nesta família visto que foi gerada com o fim de salvar a irmã a quem foi diagnosticada uma forma grave de leucemia. Mais um livro desta autora que aborda um assunto polémico e emocionalmente perturbante. Mais uma leitura que nos prende da primeira à última página... e com um final surpreendente e dolorosamente inesperado!

.

      «Se usasse um dos seus filhos para salvar outro, estaria a ser uma boa mãe... ou uma péssima mãe?»

                 Jodi Picoult

publicado por Cris às 14:29
link do post | comentar | favorito
|
29 comentários:
De bell a 5 de Novembro de 2007 às 17:03
Acabei-o este fds. Tão inesperado e injusto o final. Um caso dramático. Tal como a Júlia não consegui tomar o partido de uma ou de outra parte.
De Juliana Bittencourt a 31 de Julho de 2009 às 15:03
QUERO TANTO LER ESTE LIVRO,
MAS N ACHO EM LUGAR NENHUM P COMPRAR EM PORTUGUES VC TEM ELE EM E-BOOK?
De Mariaa a 4 de Maio de 2010 às 19:45
há na fnac (:
De Dani a 5 de Novembro de 2007 às 17:07
Um verdadeiro turbilhão de sentimentos.
Não consegui decidir o que seria ou não justo porque me transportou para sentimentos tão ambivalentes que nem os consigo descrever...
Genial, como Jodi Picoult sempre sabe ser!!!
De Milena a 7 de Novembro de 2007 às 10:23
Penso que vai ser a minha próxima compra.
Pelo que li aqui achei muito interessante.
De Anna Novikova a 18 de Janeiro de 2008 às 16:16
Adorei este livro.
O seu final foi tão supreendente, que me deixou a chorar. Durante toda a leitura nem sequer me passou pela cabeça que tal poderia acontecer!
Foi um fim tragico e inesperado, mas na minha opiniao, atingiu o ponto que o interlocutor precisava!
É obviu, que depois da luta e do sofrimento que o leitor viveu junto a familia Fitzgerald, é triste chegar assim ao final.
Este livro fez com que reflectisse sobre certas questões. E para ser sincera não sou capaz de dizer quem estava certo e errado, porque numa situação destas ninguem age porque acha certo ou errado, age porque ama e quer lutar. Mesmo que o nosso esforço é demasiado e os resultados dele não são significativo. Apenas luta para poder estar perto, nem que seja por mais meio minuto.
Penso que todos fariam o mesmo!
De marcia a 10 de Fevereiro de 2008 às 21:24
Mais um livro sobre escolhas dificeis e muitas dúvidas, um livro que nos mostra vários caminhos e por isso nos dificulta o percurso. Li dois livros da Jodi Picoult que achei fabulosos, este é um deles. Agarra, entretém, ensina e faz pensar.
De Nady a 8 de Março de 2008 às 18:58
So me falta ler um livro desta escritora..."Memorias Esquecidas"...todos os outros ja li! Nao consigo dizer qual o melhor. Sao simplesmente geniais. Uma escritora fabulosa que me prendeu do primeiro ao utimo livro e que nao vou descansar enquanto nao acabar mesmo todos!! Aconselho! 5estrelas mesmo*
De DanielaR. a 3 de Maio de 2008 às 21:08
É um óptimo livro, sem dúvidas. O nome da obra diz tudo «Para a Minha Irmã», isto significa que Anna existe apenas para a irmã, nada vai mudar o seu destino. O final do livro tem um desfeiche dramático, e, isso torna o livro especial.
Jodi Picoult mais uam vez escreveu sobre um tema actual e muito debatido.

Já li todos os livros de Jodi Picoult menos o «Décimo Circulo», são todos fabulosos, mas o que mais gostei, foi este. : )
De David a 10 de Março de 2009 às 21:25
MY SISTER'S KEEPER (o titulo original de PARA A MINHA IRMÃ) é mesmo muito bom. Eu, sou rapaz, e li (vamos dizer, contra-vontade, pelo menos no inicio) este livro. Foi-me dado nos anos e como é um romance pensei «histórias de amores, futilidades, etc, mesmo coisa de gaja». Mas o facto de ser um livro que se centra em casos juridicos e é em julgamentos, começei a interessar e prender-me à história. E então percebi a interessante complexidade dos livros de Jodi Picoult. São mesmo realista pois aborda devidamente os comportamentos humanos. O final é mesmo inesperado. Nunca pensei que acabasse assim. Nunca gostei tanto de um livro. Hoje já li três dos sete livros publicados (actualmente) em Portugal. Apesar de tudo, e da surpresa que me foi este livro, o que mais gostei foi o PERFECT MATCH, ou seja, TUDO POR AMOR. É muito mais inesperado, atrevo-me a dizer o melhor livro (da minha parte) que a autora já escreveu.
De Mariaa a 4 de Maio de 2010 às 19:48
sim, é também muito bom,
mas eu não consigo escolher entre todos os maravilhosos livros de jodi.
De sarafborges@hotmail.com a 10 de Abril de 2009 às 10:57
Toda a historia é à volta do amor entre as duas irmãs e o proprio amor da mae por elas. Kate sente orgulho e sabe que não pode fazer muito mais pela sua vida.

como muitos comentaram, o final do livro é muito surpreendente e inesperado. no entanto, talvez seja isso que aumenta o interesse dos leitores. uma menina que lutou pela irmã, e que no fim morreu para ela.
De David a 7 de Maio de 2009 às 20:36
este livro vai ser passado po cinema ...
hey ^^

Comentar post

.mais sobre mim

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
25
26
27
28
29
30
31

.Leituras do dia

Diz-me Quem Sou

.

"Leio e estou liberto, adquiro objectividade. Deixei de ser eu e disperso. E o que leio, em vez de ser um trajo meu que mal vejo e por vezes me pesa, é a grande clareza do mundo externo."

        Fernando Pessoa

 

"Pegar um livro e abri-lo guarda a possibilidade do facto estético. O que são as palavras dormindo num livro? O que são esses símbolos mortos? Nada, absolutamente. O que é um livro se não o abrimos? Simplesmente um cubo de papel e couro, com folhas; mas se o lemos acontece algo especial, creio que muda a cada vez.”

* Jorge Luís Borges *

 

.leituras recentes

. Não gostas?...

. Pergunta(s) indiscreta(s)...

. Ler na praia...

. 2012... em livros lidos....

. Um bom exemplo...

. :Oh!...

. Verdade...

. Pergunta Indiscreta III.....

. Um livro que é uma cama.....

. Pergunta indiscreta II...

.links

.tags

. todas as tags

.na estante

. Agosto 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.Das imagens...

Este blog alimenta-se de imagens, como facilmente se percebe… Todas aquelas, cuja fonte não está assinalada, foram encontradas nas minhas “viagens” pela Net. Se, eventualmente, tiver colocado uma imagem sua não hesite em comunicar-mo… os créditos serão imediatamente repostos!

.Bem vindos!

Counters
Free Counter . Profile Graphics, Page Graphics