Sexta-feira, 11 de Julho de 2008

Rio das Flores - Miguel Sousa Tavares

 

          

 

      Trinta anos de história, passados na primeira parte do século XX, entre o Alentejo/ Lisboa, Espanha e Brasil, são retratados neste romance histórico...

      Através de um texto bastante cuidado e muito fundamentado, Miguel Sousa Tavares conta-nos a saga de dois irmãos que, embora unidos pelo amor à terra alentejana, onde nasceram, acabam por seguir percursos quase opostos, marcados por diferentes escolhas políticas, seguindo paixões, amores, ideais que, por vezes se chocam, na eterna busca da felicidade.

 

     É um livro de fácil leitura, gostei muito do enredo, no entanto acho que algumas passagens, referentes a momentos políticos, são demasiado exaustivas o que nos leva, por vezes, a perder o fio condutor da trama...

 

Citando:

«A arte, qualquer arte, não tem de servir um fim: a arte oferece-se a si mesma e esse é o seu fim natural.»

 

«O melhor que a amizade tem é a partilha do silêncio.»

 

«Há decisões que se tomam e que se lamentam a vida toda e há decisões que se amarga o resto da vida não ter tomado. E há ainda ocasiões em que uma decisão menor, quase banal, acaba por se transformar, por força do destino, numa decisão imensa, que não se buscava mas que vem ter connosco, mudando para sempre os dias que se imaginava ter pela frente.»

 

publicado por Cris às 12:50
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Amalia a 13 de Julho de 2008 às 00:26
A crítica que fez sobre a extensão das passagens referentes a momentos políticos já tenho ouvido da parte de muitas pessoas. É o que me tem desencorajado de ler este livro. No entanto, li o romance anterior de Miguel Sousa Tavares ("Ecuador") e achei fantástico. Calculo que este não seja tão interessante.

Leio este blog regularmente e tenho adorado. Continue a mostrar-nos livros e coisas de livros e da leitura.

Bom Domingo e boas leituras.
De João a 27 de Setembro de 2008 às 01:04
Este livro é mais uma obra prima do génio de Miguel Sousa Tavares, não é uma história tão intrigista como o Equador mas está muito bem concebida e espectacularmente enquadrada com a história contemporânea nacional e mundial.

Se for uma novela que procura talvez não seja o mais apropriado, se quiser apreciar o génio deste escritor leia e viaje no tempo.

Boas leituras
De Ana a 2 de Abril de 2009 às 16:40
A extensão das passagens referentes a momentos políticos é um dos aspectos que torna este livro riquíssimo a todos os níveis.

Não só o enredo é maravilhoso, como também nos ajuda a compreender com maior profundidade alguns momentos histórico-políticos do nosso país. Para aqueles que não os viveram ajuda-os a compreender, para os outros que presenciaram, ajuda-os a não esquecer.

Mais uma obra de MST altamente recomendada por uma leitora insaciável de bons livros!

Comentar post

.mais sobre mim

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
25
26
27
28
29
30
31

.Leituras do dia

Diz-me Quem Sou

.

"Leio e estou liberto, adquiro objectividade. Deixei de ser eu e disperso. E o que leio, em vez de ser um trajo meu que mal vejo e por vezes me pesa, é a grande clareza do mundo externo."

        Fernando Pessoa

 

"Pegar um livro e abri-lo guarda a possibilidade do facto estético. O que são as palavras dormindo num livro? O que são esses símbolos mortos? Nada, absolutamente. O que é um livro se não o abrimos? Simplesmente um cubo de papel e couro, com folhas; mas se o lemos acontece algo especial, creio que muda a cada vez.”

* Jorge Luís Borges *

 

.leituras recentes

. Não gostas?...

. Pergunta(s) indiscreta(s)...

. Ler na praia...

. 2012... em livros lidos....

. Um bom exemplo...

. :Oh!...

. Verdade...

. Pergunta Indiscreta III.....

. Um livro que é uma cama.....

. Pergunta indiscreta II...

.links

.tags

. todas as tags

.na estante

. Agosto 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.Das imagens...

Este blog alimenta-se de imagens, como facilmente se percebe… Todas aquelas, cuja fonte não está assinalada, foram encontradas nas minhas “viagens” pela Net. Se, eventualmente, tiver colocado uma imagem sua não hesite em comunicar-mo… os créditos serão imediatamente repostos!

.Bem vindos!

Counters
Free Counter . Profile Graphics, Page Graphics