Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

Assim estou eu...

  

                                                                      Liniers

 

      «Sabes que leste um bom livro quando, ao virares a última página, te sentes um pouco, como se tivesses perdido um amigo.»

                                             Desconheço o autor     

   

                                                     

 

publicado por Cris às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 8 de Julho de 2008

Se tu lês... eles lêem...

 

       Hoje pude comprovar a veracidade da mensagem deste vídeo: quando me recostei no sofá para uns minutos de leitura, já com o livro aberto, olhei para o lado e vi-me imitada - umas mãozinhas pequeninas seguravam aberto um livro colorido e, com olhos ávidos, o seu dono observava as imagens...

publicado por Cris às 23:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 4 de Maio de 2008

Metáforas da leitura...

 

         

 

      «Alguns livros são para saborear, outros para engolir de uma assentada, e alguns, poucos, para mastigar e digerir.»

                                            Francis Bacon

.

      É interessante constatar a infinidade de metáforas utilizadas para descrever o acto que envolve a leitura... Muitas delas, como na citação acima, associam-se à actividade gastronómica e seus derivados. Dizemos muitas vezes que, ao ler:

  • "ingerimos saber",
  • "consumimos obras",
  • "saboreamos um livro",
  • "alimentamo-nos das suas palavras",
  • "mastigamos as suas descrições",
  • "devoramos o seu conteúdo",
  • "regurgitamos determinado texto",
  • "ruminamos os parágrafos",
  • "enrolamos na língua as palavras deste ou daquele autor",
  • "banqueteamo-nos com alguns enredos",
  • "fazemos dieta de certos géneros",
  • "deliciamo-nos com algumas histórias",
  • "tornamo-nos ávidos do final"...

      Reportamo-nos, igualmente à leitura, através de metáforas que apontam para um apego mais íntimo com o livro. Assim, referimo-nos ao acto de ler dizendo que:

  • "penetramos na trama do texto",
  • "absorvemos palavra a palavra",
  • "sentimos a mensagem",
  • "esquadrinhamos páginas",
  • "tocamos a alma do livro"...

      Mais sugestões?

 

(Post baseado no livro Uma história da leitura, de Alberto Manguel)

publicado por Cris às 21:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Uma receita simples para incentivar os seus filhos a ler...

               

             

.

      Incentivar as crianças a ler e, acima de tudo a gostarem de ler, não é tarefa fácil, sobretudo quando elas não demonstram qualquer interesse pelos livros. Os pais têm, sem dúvida, um papel fundamental nesta promoção da leitura junto dos seus filhos, são eles os principais responsáveis pelos primeiros contactos da criança com o livro! Infelizmente muitos abstêm-se desta obrigação!

      Como mãe de um rapaz que começa, agora, a contactar com as letras e com as suas possibilidades, tenho batalhado com alguma insistência para que ele sinta a leitura como uma experiência positiva e que veja no livro uma fonte de prazer e não uma enorme "dor de cabeça". Acho que vamos conseguindo resultados muito positivos nesse aspecto! Ele adora as idas à Biblioteca, elege com alguma liberdade as suas leituras e sinto que gosta de ouvir e (embora ainda com alguma dificuldade) de ler o que "dizem" estes novos amigos!

      A propósito deste  assunto,  Alessandro Martins, no seu blog Livros e afins, baseado no artigo 10 dicas para ensinar seus filhos a (gostarem de) ler, sugere uma receita simples e, provavelmente, bastante eficaz para influenciarmos os nossos filhos a ler:

 

  1. Compre um bom livro, adequado à idade e aos interesses de seu filho
  2. Leia-o em silêncio próximo a ele
  3. Ria nas partes engraçadas, faça comentários para você mesmo em voz alta
  4. Se ele perguntar do que se trata, não diga. Ou fale que não pode dizer
  5. Ao fechar o livro, diga que ele não pode lê-lo. É proibido
  6. Guarde em algum lugar bem visível e ao alcance de seu filho e saia da sala
  7. Permita que a curiosidade faça o resto do trabalho

 

publicado por Cris às 22:43
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Novembro de 2007

Eu estive lá...

"As Histórias e os Objectos"

.

Objectivos

Criar um espaço de trabalho num tempo onde a imagem e a velocidade aceleram todos os processos de leitura. A obra de referência perde-se e as palavras que precisam de tempo não se dizem e não se ouvem.

Como mediadores de leitura, sabemos que a sabedoria mora nas palavras ditas.

Sinopse

"É de pequenino que se torce o pepino". Esta expressão é o mote para trabalhar com crianças e adultos que ainda têm todo o tempo para se amar. Criando narrativas simples à volta de objectos e de obras, misturamos os gostos de pais, filhos, avós, netos, professores, educadores, animadores e outros mediadores de leitura.

trabalham-se obras de referência, como Andersen, Perrault, Grimm, La Fontaine, bem como contos de tradição oral.

A ideia de leitura é inata, é cimentada e justificada por comportamentos e exemplos em diferentes contextos.

Com este trabalho pretendemos criar e dar a conhecer a mediadores de leitura uma série de ideias que estimulam e dão continuidade à nossa capacidade inata para a leitura.

Concepção e realização:

Mafalda Milhões

 

                      *     *     *     *     *     *     *     *     *     *

 

      Trouxe na "bagagem" várias ideias para dinamizar os momentos de leitura que partilho com o meu filho. Mafalda Milhões, a mediadora da formação conseguiu contagiar-nos com o seu amor aos livros, à leitura e às crianças. E o brilhozinho nos olhos vai, com certeza, ficar por muito tempo...

 

      "É fundamental que todos vocês saibam que leitura é muito mais que juntar letras umas às outras e que os verdadeiros leitores são aqueles que sonham, ouvem e sentem enquanto lêem. Sabiam que todas as crianças são bons leitores? Muitas delas deixam de o ser quando lhes ensinam a juntar letras umas às outras.

.

      Os livros de imagens são contentores mágicos que promovem as primeiras leituras e por isso devem ser usados sempre que é necessário, não apenas na infância. Se fosse assim, teríamos de saber quando acaba a infância de cada indivíduo. Teríamos de saber quando é que cada pessoa deixa de sonhar. No que me toca eu prefiro não o saber e continuar a alimentar a infância com contos e livros."

                                                        Mafalda Milhões

.

   (Vale a pena dar uma espreitadela: http://www.obichinhodeconto.pt/editora/)

.

publicado por Cris às 23:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

O Kamasutra da leitura...

 

      00081dk5

publicado por Cris às 12:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

E-books... também para crianças!

 

                

 

      Eis um Sítio muito interessante com histórias infantis, cheio de ilustrações bastante apelativas, para motivar os mais pequenos para a prática da leitura! 

      Confesso que prefiro sempre o LIVRO, o seu manuseio, o folhear das páginas de papel... mas dado o fascínio das crianças por este mundo virtual (tenho essa experiência com os meus filhos) há que nos adaptarmos às novas tecnologias. Nesse aspecto este site oferece uma aventura fantástica aos pequenos leitores!

      Espreitem e deliciem-se...

 

        http://www.contandohistoria.com/index.htm

.

publicado por Cris às 14:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
25
26
27
28
29
30
31

.Leituras do dia

Diz-me Quem Sou

.

"Leio e estou liberto, adquiro objectividade. Deixei de ser eu e disperso. E o que leio, em vez de ser um trajo meu que mal vejo e por vezes me pesa, é a grande clareza do mundo externo."

        Fernando Pessoa

 

"Pegar um livro e abri-lo guarda a possibilidade do facto estético. O que são as palavras dormindo num livro? O que são esses símbolos mortos? Nada, absolutamente. O que é um livro se não o abrimos? Simplesmente um cubo de papel e couro, com folhas; mas se o lemos acontece algo especial, creio que muda a cada vez.”

* Jorge Luís Borges *

 

.leituras recentes

. Assim estou eu...

. Se tu lês... eles lêem...

. Metáforas da leitura...

. Uma receita simples para ...

. Eu estive lá...

. O Kamasutra da leitura...

. E-books... também para cr...

.links

.tags

. todas as tags

.na estante

. Agosto 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.Das imagens...

Este blog alimenta-se de imagens, como facilmente se percebe… Todas aquelas, cuja fonte não está assinalada, foram encontradas nas minhas “viagens” pela Net. Se, eventualmente, tiver colocado uma imagem sua não hesite em comunicar-mo… os créditos serão imediatamente repostos!

.Bem vindos!

Counters
Free Counter . Profile Graphics, Page Graphics